sábado, 6 de agosto de 2011

Lúcia Barbosa se emociona com Maria da Penha
















A Fundação Progresso, no Rio de Janeiro, foi palco de uma grande celebração pelo aniversário da Lei Maria da Penha, que no próximo domingo (7), completará 5 anos. Estiveram presentes gestoras de políticas para as mulheres de todo o Brasil, deputadas, organizações não governamentais, mulheres organizadas em partidos políticos, movimentos feministas e de mulheres.

O evento contou com a participação de 5 mil pessoas e foi marcado pela presença de mulheres negras e de origem popular em sua maioria, vindas de todo o país e também de bairros do Rio de Janeiro. Para a Secretária Lúcia Barbosa, da SPM/BA, o evento é uma demonstração de vitória da mulher brasileira. “É um orgulho estar aqui, celebrar com todas as mulheres os avanços que a Lei proporcionou e, mais ainda, conhecer pessoalmente essa grande guerreira que é a Maria da Penha, prova viva de que é possível transformar realidades”, afirmou.

Já Maria da Penha emocionou a todos ao declarar sua felicidade. “É uma grande emoção esse momento, porque eu lutei pessoalmente durante 19 anos contra quem me agrediu. E hoje perceber que a minha luta deu certo e que outras mulheres serão protegidas me deixa muito feliz!”, disse.

Organizado pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, com apoio do Governo do Estado do Rio e da Petrobrás, o ato contou com diversas manifestações culturais e debates. Aconteceram feiras, oficinas temáticas, além de apresentações teatrais e musicais, exposição fotográfica e mostra cinematográfica.

Informações sobre Maria da Penha

Maria da Penha protagonizou um caso simbólico de violência doméstica e familiar contra a mulher. Em 1983, por duas vezes, seu marido tentou assassiná-la. Na primeira vez por arma de fogo, na segunda, por eletrocussão e afogamento. As tentativas de homicídio resultaram em lesões irreversíveis à sua saúde, como paraplegia e outras sequelas.

ASCOM-SPM

4 comentários:

Ródrio disse...

A Lei Maria da Penha é um grande avanço para frear a violência contra a mulher. Acho que ainda precisa se alguns ajustes, mas o caminho está aberto e a sociedade brasileira começa uma caminhada para o estabelecimento da paz. Qualquer tipo de violência tem de ser freado - é como dizia o poeta "em mulher não se bate nem com uma pétala de rosa". Toda agressão tem de ser denunciada - calar-se é aceitar a ignorância de muitos homens que pensam que a mulher é simplesmente um objeto. A agressão psíquica, muitas vezes, deixa sequelas piores que as marcas físicas. Isso também é violência e tem de ser combatido com toda vontade. Abraços

Paulinho Pinheiro disse...

ESSA PORRA DESSA LEI,DEVERIA ERA FUNCIONAR,MAS A REALIDADE É OUTRA OS INDICES DE VIOLENCIA CONTRA A MULHER VEM CRESCENDO A CADA DIA E SEUS AGRESSORES JA TEM A CERTEZA DA IMPUNIDADE.

Fatima Zanin disse...

A Lei Maria da Penha foi uma conquista um avanço para a sociedade, para a mulher para o Brasil 5 anos uma data que deve ser comemorada. , parabéns pelo excelente post.

João Bosco G Mafra disse...

Ricky,

Esta Lei veio para ficar e se faz necessário maior propagação, mais apoio por parte das autoridades, porque ainda esta desprovida de gente e locais capacitados para serem guardados os infratores.

João Bosco