domingo, 9 de novembro de 2008

Funcionários do Congresso Lutam para manter nepotismo

Após a demissão em massa de parentes contratados por indicações de servidores públicos na Câmara e no Senado, alguns congressistas e funcionários ainda lutam com todas as forças para manter privilégios a parentes às custas do erário público. Um exemplo recente foi descoberto pelo jornal O Globo, em que a chefe de gabinete da liderança do PMDB no Senado, Edilamar de Oliveira Nóbrega, diante da obrigatoriedade de demitir sua filha, arrumou uma brecha: usou a empresa Vigo Central de Serviços, responsável por ceder manutenção de veículos e serventes, para empregar a filha na função de contínua, profissão que jamais exerceria, mas pela qual seria paga mensalmente. A indicação provocou a demissão de Suetônio Nunes Sá, que ocupava a vaga até então. Descoberta a negociata, Edilamar foi demitida das funções de confiança do partido, mas como é concursada permanece trabalhando na Casa. Ela também está envolvida em outros esquemas para manutenção de parentes não-concursados no serviço público.

Nota do Blog: É o que sempre digo: A corrupção não está só na politica, mas sim em todo lugar, nas escolas, em repartições, bancos, o famoso "Jeitinho Brasileiro" não deixa de ser corrupção.

,

2 comentários:

Rodrigo Piva disse...

É bom poder sustentar a família às nossas custas. E nós somos condescendentes com isso, a prova é o resultado das eleições.

Cris disse...

Estamos cansados de ver como o Governo manipula "certas" situações. Sucesso.